O QUE É APOLOGIA?

Fonte Ensinai - 25/04/2013 - 11h04min Imprimir

Apologética é a ciência ou disciplina racional que apresenta a defesa da fé religiosa, existindo dentro e fora do âmbito da Igreja protestante. O termo é usado em contraste com a polêmica e trata do problema da natureza e solidez de nosso conhecimento de Deus e, assim, compete a examinar os métodos e conclusões de pesquisa teológica a luz daquilo que em geral conhecemos do mundo que nos cerca e daquilo que conhecemos, sendo a defesa da fé. Etimologicamente, apologia quer dizer defesa; significa, primeiramente, uma resposta de defesa contra alguma acusação ou denúncia. Muitas vezes se tem anotado que as primeiras pregações  da fé cristã tiveram o seu inicio com palavras de apologia (Atos 2.14). Necessariamente, está sempre em toda pregação cristã um elemento de defesa, sendo que a palavra apologia, no seu significado , envolve a defesa da fé cristã.

 

A palavra "apologética" vem da palavra grega "apologia", que se pronuncia "ap-ol-og-ee'-ah." Significa, "uma defesa verbal." É usada oito vezes no Novo Testamento: At. 22:1; 25:16; 1 Cor. 9:3; 2 Cor. 7:11; Fl. 1;7,17; 2 Tim. 4:16, e 1 Pe. 3:15. Mas é este último versículo que é associado com a apologética cristã. Ela vai ao encontro duma acusação, explícita ou não, apresentando os fatos do caso e anotando as conclusões racionais que deles tiram, como fez o apóstolo dos gentios ao se defender diante do rei Agripa (Atos 26.1).

 

A apologética trata das relações de fé cristã com a esfera mais vasta do conhecimento secular do homem – a filosofia, a ciência, a história, a sociologia e as outras mais visando demonstrar que a fé não discrepa da verdade descoberta por essas pesquisas.

 

APOLOGÉTICA RELIGIOSA

 

Nesse campo da apologética, trata-se da defesa do  conceito religioso ou teísta do mundo; defendendo de forma salutar os argumentos da existências de Deus, do problema do mal, do contra-ataque aos conceitos ateístas e agnósticos, e doutros mais. Conquanto que hoje é chamado de Filosofia da Religião ou ciências da religião, sendo que cada religião possui a sua própria defesa da fé, sendo este um dos grandes desafios do atual momento religioso que vivemos. Já na apologética cristã  essa expressão  quando empregada de modo exato, trata das conexões e conseqüências da relação cristã para uma compreensão racional do mundo e de nossa existência nele, buscando mostrar que a revelação, como a compreendem os cristãos, não é incompatível com o exercício da razão, e que constitui, sim um valioso  auxílio, nos guiando para a razão humana no seu anseio de compreender as coisas; e muito mais ainda, que a revelação não é uma ficção produzida pela imaginação dos cristãos, e sim, uma categoria baseada em fatos observáveis e em experiências identificáveis, quando corretamente interpretados.

 

Fonte: Livro do Ensinai – Hermenêutica, Apologética e Psicopedagogia. Edição 2012, p. 105-106.

 

 

COMPARTILHAR
COMENTÁRIOS
Nome:
E-mail:
Comentário:
 
1

 

Contato
(41) 3259-4334
contato@ensinai.com.br

Redes Sociais